Namaste!

Before we talk about the TRANSFERING itself, let´s have a proper understanding about the Buddhist concept of MERIT, also called BLESSINGS or GOOD KAMMA. Sometimes, Christian friends ask me:  “How can you Buddhists talk about blessings, if you don´t believe in God and the Buddha can not see or listen to you? Who blesses you, if not God?” This is a very proper question, because, in the Religions (and Buddhism is NOT one) only God or someone on his behalf can give blessings.

In Buddhism, what we call blessings is the same as  merit or good kamma, so, it´s not something that comes from any superior creature onto our heads. Good kamma is something we naturally produce, each and every time we practice good deeds. That means: we bless ourselves by creating positive energy!

Good kamma is good and positive energy, while bad kamma is exactly the opposite – the bad and negative energy we create and we are able to emanate both – good or bad energy. Whoever is near us can feel that and it can even be emanated far enough to reach creatures afar.

What I am talking about can easily be testified and I am sure most people has already experienced this kind of sensation – we sometimes sit next to someone and, somehow we feel very bad, a strange feeling that seems to invade us in such a way that we move to another seat, avoiding that unknown person! The other way around, we can approach someone that makes us feel so happy and calm that we´d like to stay longer near that unknown person! I´m pretty sure that has happened to each of you at least once, hasn´t it? Well… This shows that our energy can be TRANSFERED, and this is the title of this article: Transfering positive energy, or MERITS.

Our good deeds and intentions produce this good energy and we accumulate it in our mind. It´s pure, it´s healing and helpful and, moreover, it´s powerful! As we have understood, it can be transfered to other creatures and that´s exactly what the Buddha told us, almost 3000 years ago, and now Science shows us as something new!

Let´s see an example that suits very well to understand how transfering merits works: Blood Donation. Some people are afraid of donating blood, wrongly thinking that one becomes weak or sick when the blood is gone from the body. In fact, immediatly after the donation, the human organism starts producing new and flesh blood, what is very healthy for the body! So, the donated blood can save other people´s lives and the one who donates doesn´t lose anything, the opposite,  s/he gets new blood.

The same process is valid for Transfering Merits! Whenever we accumulate the positive energy from our good deeds, we should transfer it to other Human Beings as well as to the Devas, that, as we already know, are not superior to us and also need help for their mental cultivation on the way to Nibbana.

By transfering merits, we can help the dear ones who passed away and also the Devas (Gods), helping them to assure a better rebirth when their lifespan is over. Some traditions, because of a Taoist influence, have the point of view that, when someone passes away, fake paper money, paper houses,  paper cars and other things should be burnt and, through the smoke, these things can reach the deceased person… That´s something even childish and a great nonsense! By burning paper no one can help those who passed away! Smoke can not do anything but polluting the air. When we transfer positive ENERGY, as the Buddha himself told us we should do, it´s the only real and effective help we can do, not only for the deceased ones, but also to the Devas, that should always be included in our thoughts, every time we transfer merits.

May all the living beings always get the benefit of our good kamma!

Namaste!

Antes de falarmos sobre Transferência de Méritos, vamos entender exatamente o que é o conceito Buddhista de MÉRITO, também chamado de BENÇÃOS ou BOM KAMMA. Às vezes os amigos Cristãos me perguntam: “Como vocês Buddhistas falam sobre bençãos se não acreditam em Deus e se o Buddha não pode ver nem ouvir vocês? Quem abençoa vocês, se não é Deus?” Esta é uma pergunta bastante apropriada, porque, nas Religiões (e o Buddhismo não é uma), apenas Deus ou alguém em nome dele pode dar bençãos.

No Buddhismo, o que chamamos de bençãos é o mesmo que mérito ou bom kamma, então, não é algo vindo de um ser superior sobre nossas cabeças. Bom kamma é algo naturalmente produzido, toda e cada vez que praticamos boas ações. Isto significa que nós abençoamos a nós mesmos, criando energia positiva!

Bom kamma é energia boa e positiva, enquanto que mau kamma é exatamente o oposto – a energia má e negativa que criamos e ambas podem ser emanadas – tanto a boa quanto a má. Quem quer que esteja perto de nós pode senti-las e podemos emitr essa energia longe o bastante para alcançar criaturas distantes.

Isto que estou dizendo pode ser facilmente verificado e tenho certeza de que a maiorida das pessoas já experimentou este tipo de sensação – às vezes nos sentamos ao lado de alguém desconhecido e sentimos uma sensação ruim, um mal-estar que parece nos invadir a ponto de mudarmos de lugar, só para evitar aquela pessoa! O contrário também pode acontecer e nos sentamos perto de um estranho que nos faz sentir tão felizes e calmos que até queremos ficar mais um pouco do lado da pessoa desconhecida. Tenho quase certeza de que isso já aconteceu pelo menos uma vez com você, não é? Bem… Isto mostra que nossa energia pode ser TRANSFERIDA e é este o título deste artigo: Transferência de energia positiva, ou MÉRITOS.

Nossas boas ações e intenções produzem esta boa energia e a acumulamos em nossa mente. Ela é pua, é capaz de curar e ajudar, acima de tudo – é poderosa! Como já entendemos, pode ser transferida para outras criaturas e isto é exatamente o que o Buddha disse há quase 3000 anos e atualmente a Ciência nos mostra como algo novo!

Vamos ver um exemplo que se enquadra bem no entendimento de como funciona a transferência de méritos: Doação de Sangue. Algumas pessoas têm medo de doar sangue, porque tem a visão errada de que vão ficar fracas ou adoecer quando o sangue sair do corpo. De fato, imediatamente após a doação, o organismo humano começa a produzir sangue novo e puro, o que faz bem para o corpo! Então, doando sangue ajudamos a salvar outras vidas e quem doa não perde nada, ao contrário, ganha novo sangue.

O mesmo processo ocorre na Transferência de Méritos! Sempre que acumulamos a energia positiva de nossas boas ações, devemos transferir para outros Seres Humanos e também para os Dêvas, que como já sabemos, não são superiores a nós e também necessitam de ajuda no cultivo mental para alcançarem o Nibbána.

Pela transferência de méritos podemos ajudar nossos entes queridos que já se foram e também os Dêvas (Deuses), ajudando-os a ter um melhor renascimento quando suas existências como deuses terminarem. Algumas tradições, por causa da influência do Taoismo, têm o ponto de vista que quando alguém morre devemos queimar dinheiro falso, casas de papel, carros de papel e outros objetos, acreditando que, através da fumaça essas coisas possam alcançar a pessoa falecida… Isto é algo que chega a ser infantil e uma grande tolice! Queimando coisas não podemos ajudar a quem já faleceu! A fumaça não pode fazer nada além de poluir o ar. Quando transferimos ENERGIA positiva, como o próprio Buddha nos disse para fazermos, é a única coisa real e prática que pode ajudar, não apenas os falecidos, mas também aos Dêvas, que sempre devem ser incluídos em nossos pensamentos, toda vez que transferimos méritos.

Possam todos os seres vivos sempre se beneficiar de nosso bom kamma!

43849076_variouswatsmonkfoodofferingimg_2389