A todos, Namastê!

O Buddhismo estabelece Preceitos, não Mandamentos, como nas religiões em geral… A diferença entre um e outro é que o Mandamento, como o próprio nome diz, é algo que tem que ser obedecido porque alguém está MANDANDO, sujeito o infrator a algum tipo de punição, castigo.

No caso do Preceito, é algo que foi PREVIAMENTE ACEITO, portanto, confirmadamente válido e, se descumprido ou quebrado, não há castigo algum, apenas consequências desagradáveis para quem não o cumpriu.

Qualquer pessoa que queira, sincera e expontaneamente, seguir os Ensinamentos do Buddha, tornando-se “oficialmente” buddhista, assume, em um Ritual especial, o compromisso de seguir CINCO PRECEITOS (PÁÑTCHA SHÍLA), também chamados de Cinco Treinamentos Mentais, que eu já expliquei algumas vezes e podem ser encontrados com explicação em meu Blog (https://theravadaforall.wordpress.com).
Em ocasiões especiais, entretanto, os seguidores do Buddhismo se comprometem a seguir OITO PRECEITOS (ATTHA SHÍLA), ou seja, os Cinco Treinamentos Mentais, mais três que, principalmente durante os Retiros de Meditação, dias da noite de Lua Cheia e Lua Nova (Upôssatha) devem ser seguidos. Assim, como ficam os Preceitos do Leigo Buddhista de acordo com o Buddhismo Theravada Brasileiro? Eles permanecem exatamente iguais à Tradição Theravada original ou, por alguma razão foram alterados?
Vamos analisar aqui cada um deles e ver como devem ser seguidos:

1 – EU ASSUMO O TREINAMENTO MENTAL DE NÃO TIRAR INTENCIONALMENTE A VIDA DE NENHUM SER VIVO.
Este Preceito permanece inalterado, completamente aceito pelo Buddhismo Theravada Brasileiro.

2 – EU ASSUMO O TREINAMENTO MENTAL DE NÃO PEGAR PARA MIM ALGO QUE NÃO TENHA SIDO DADO PELO LEGÍTIMO DONO.
Este Preceito permanece inalterado, completamente aceito pelo Buddhismo Theravada Brasileiro.

3 – 1 – EU ASSUMO O TREINAMENTO MENTAL DE NÃO PRATICAR SEXO COM OUTRA PESSOA, SEM QUE HAJA O TOTAL CONHECIMENTO E CONSENTIMENTO DA PESSOA COM QUEM ASSUMI UM COMPROMISSO DE VIDA A DOIS.
Este Preceito permanece inalterado, completamente aceito pelo Buddhismo Theravada Brasileiro.

4 – 1 – EU ASSUMO O TREINAMENTO MENTAL DE NÃO FAZER USO INDEVIDO DAS PALAVRAS, ESCRITAS, FALADAS OU PENSADAS, EVITANDO INTRIGAS, LINGUAGEM ILUSIVA, IMORAL, OFENSIVA, SUJA, FÚTIL OU INÚTIL ETC.
Este Preceito permanece inalterado, completamente aceito pelo Buddhismo Theravada Brasileiro.

5 – 1 – EU ASSUMO O TREINAMENTO MENTAL DE NÃO FAZER USO DE QUALQUER SUBSTÂNCIA QUE POSSA ALTERAR O ESTADO PURO E NATURAL DA MINHA MENTE.
Este Preceito permanece inalterado, completamente aceito pelo Buddhismo Theravada Brasileiro.

6 – 1 – EU ASSUMO O TREINAMENTO MENTAL DE NÃO CONSUMIR QUALQUER ALIMENTO SÓLIDO NO PERÍODO DO MEIO-DIA ATÉ O NASCER DO SOL DO DIA SEGUINTE, EXCETO EM CASOS ESPECIAIS DE DOENÇA.
Este Preceito FOI ALTERADO pelo Buddhismo Theravada Brasileiro e deve ser seguido de acordo com as Tradições Mahayana, da seguinte forma:
EU ASSUMO O TREINAMENTO MENTAL DE NÃO CONSUMIR ALIMENTOS EM EXCESSO, CONSIDERANDO A MODERAÇÃO AO COMER COMO UMA FORMA IMPORTANTE DE CULTIVO MENTAL.

7 – EU ASSUMO O TREINAMENTO MENTAL DE NÃO DANÇAR, OUVIR MÚSICA E ASSISTIR SHOWS NOS DIAS DE UPÔSSATHA E NOS RETIROS DE MEDITAÇÃO.
Este Preceito permanece inalterado, completamente aceito pelo Buddhismo Theravada Brasileiro.

8 – EU ASSUMO O TREINAMENTO MENTAL DE NÃO USAR PERFUMES, JÓIAS E NÃO FAZER EMBELEZAMENTO FÍSICO NOS DIAS DE UPÔSSATHA E NOS RETIROS DE MEDITAÇÃO.
Este Preceito permanece inalterado, completamente aceito pelo Buddhismo Theravada Brasileiro.

Um leigo que se comprometa a seguir, com sinceridade e determinação os Ensinamentos do Buddha, que protegem nossa moral, eliminam as impurezas mentais, ajudam no cultivo da Atenção Plena e, consequentemente, conduzem à libertação do sofrimento e ao estado mental de Nirvána, deve seguir os Cinco Treinamentos Mentais todos os momentos da vida e os Oito Treinamentos nas ocasiões especificadas.
Notem que, NÃO FAZER USO, significa exatamente isto! Fazer uso “de vez em quando” é NÃO SEGUIR O PRECEITO. As pessoas que não se consideram capazes de seguir os Cinco Treinamentos Mentais, não deveriam sair por aí se dizendo Buddhistas… Além de não ser coerente com o que praticam, dão aos buddhistas verdadeiros um mal nome, pois as pessoas tendem a generalizar e, sempre que virem alguém fazendo algo que não está de acordo com o Buddhismo, vão falar mal DO BUDDHISMO como um todo.

Fiquem todos em Paz e protegidos!

सुनन्थो भिक्षु
Rev. SUNANTHÔ BHIKSHÚ