קורא יקר, אם אתה רוצה את זה או כל סעיף אחר תורגם לאנגלית רק תודיעי לי ואני אעשה זאת עבורךבשמחה

२५५४ ०६ १६ Guruvár 2554-06-16

A todos, Jwajalapá!

Nas minhas andanças pela Ásia, acabei em um templo em Bangkok, chamado Wat Duang Khea… Sem a menor noção do significado do nome, me chamou a atenção o fato de, em vários lugares, como muros e grades estar sempre presente a figura de um coelho! Curioso, acabei perguntando a razão de tantos coelhos de bronze espalhados por toda parte e, com muita naturalidade me disseram: “É por causa do coelho da Lua… Afinal, o templo se chama Templo da Lua Cheia!”

Bem… Fiquei sabendo que, em tailandês antigo, DUANG KHEA significa “Lua cheia”, mas continuei sem a menor idéia do que um coelho tem a ver com isso!! Sem medo de fazer papel de tolo, quis saber mais sobre o coelho e meus amigos, com muita estranheza, me perguntaram como é possível alguém não saber que há um coelho na lua.

Eu expliquei que, no ocidente, fala-se muito sobre São Jorge e o Dragão, de acordo com as lendas, mas vi que meus amigos não estavam nem um pouco interessados nisso… Me mostraram, então, uma foto da lua cheia para que eu visse o tal coelho e, confesso, demorou algum tempo até que eu o percebesse mas, agora, basta olhar para a foto e perceber – quase que – claramente o coelho da lua!

Cabe aqui ressaltar que (não me pergutem como!) vista da Ásia, a superfície da Lua tem outro aspecto. Imagino que, de lá, sendo o lado oposto do planeta, vejamos o outro lado, que para nós aqui no Ocidente, é o lado oculto… De qualquer forma, segue abaixo a foto do COELHO DA LUA… Algumas dicas para visualizá-lo: Está do lado esquerdo da foto, mas ocupa mais da metade da superfície lunar, virado “de ponta cabeça” com as orelhas para trás e a posição como se estivesse correndo ou com as patas esticadas. Será que você consegue vê-lo??? Boa sorte!

सुनन्थो भिक्षु

Bhantê SUNANTHÔ BHIKSHÚ