A todos, Namaste!

omo vocês já devem saber, ontem (2a. feira) iniciamos o Ano Novo Chinês, que, seguindo a ordem dos Doze Animais do Horóscopo Oriental, é a vez do DRAGÃO.
Diz a Tradição oriental que o Buddha teria convidado para uma reunião alguns animais e, atendendo ao chamado do Mestre, um a um eles foram se apresentando. De acordo com o ordem de chegada, o Buddha presenteou a cada um com um ano, que se repete a cada 12 anos. Obviamente, há outras inúmeras curiosidades e explicações sobre o ano de cada animal, suas características e variações de acordo com os Quatro Grandes Elementos (água, terra, fogo e ar), que definem as características da personalidade de cada pessoa (hora de nascimento e outros fatores influenciam na personalidade: Dragão da Água ou da Terra, Fogo etc.).
Astrologia à parte, no Buddhismo o Dragão pertence aos seres mitológicos conhecidos como NÁGA. Há Nagas que voam pelos céus, Nagas nos rios e oceanos, Nagas que são invisíveis e etéreos, habitando o ar… O fato é que são conhecidos como protetores do DHARMA (o Ensinamento do Buddha) e, portanto, são criaturas do BEM, nunca do mal!
Várias lendas estão presentes na Tradição Buddhista. Uma delas diz que, no momento do nascimento do Buddha, ainda como o bebê Siddharttha Gáutam, dois dragões (Nagas) desceram à terra, pegaram o bebê e  o levaram até os céus, onde o banharam, com água fria e quente, para que ficasse totalmente puro…
Outra lenda narra que um Naga, muito interessado em seguir o Dharma, decidiu tornar-se monge. Assim, usando de poderes mágicos, assumiu a forma humana e, enganando os monges que conviviam com o Buddha, conseguiu a ordenação monástica. Aconteceu, porém, que, enquanto estava dormindo, perdeu o controle de sua magia e retornou à forma de dragão! Quando os monges viram aquele Naga adormecido, foram contar ao Buddha o que havia acontecido, ou seja, a mentira que o Naga tinha pregado a fim de ser ordenado monge. O Buddha chamou o Naga, o repreendeu e disse que somente nós, seres humanos, podemos nos tornar monges. Ainda segundo a Tradição, foi a partir desse fato que mais uma pergunta foi incluída durante a Cerimônia de Ordenação Monástica. O Preceptor (monge que está dando a ordenação a um noviço), faz perguntas do tipo: “Você está se tornando monge para fugir de uma dívida financeira?”, “Você está se tornando monge para fugir de uma desilusão amorosa?” etc. etc. Após o ocorrido com o Naga, o Buddha mandou que fosse incluída a pergunta “MANUSSÔSSI?” Que significa: “Você é humano?” à qual respondemos: “ÁMA VANTÊ!” – “Sim, Venerável Senhor!”
Como vocês podem ver, há mais curiosidades sobre o Dragão do que simples fogos de artifício para celebrar o Ano Novo… Portanto, a todos desejo um Feliz Ano Novo do Dragão! Fiquem todos em Paz e protegidos!