A todos, Namaste!

ualquer que seja o Dharma (Ensinamento) que você aprenda, se não captar a verdade definitiva com o coração, não chegará nunca a sentir-se satisfeito.

Ainda que pudesse ver uma maçã com os olhos, não pode conhecer o sabor apenas olhando. Você vê a maçã, mas não pode saboreá-la com os olhos, mesmo que saiba que tem um gosto especial. Só vai conhecer o sabor quando a arrancar da árvore e a comer.

O Dharma é como essa maçã. Se só o escutar, não conhecerá o sabor. É quando o pratica que você pode chegar a conhece-lo. O sabor de uma maçã não pode ser conhecido com os olhos e a verdade do Dharma não se conhece através dos ouvidos. O conhecimento já se encontra dentro de nós, é certo, mas temos que atualiza-lo, temos que por em prática. É então que surge a Sabedoria e reconhecemos a verdade diretamente, quando vemos o Buddha aí.

Por isto eu comparei a uma maçã. O Buddha, a fim de ajudar seu seguidores a compreender o Dharma, ensinou apenas um único Caminho, mas com diferentes métodos e características. Ofereceu diferentes Ensinamentos e apresentou o Dharma de vários modos, para serem adaptados aos vários tipos de pessoas. Mas ensinou com o único objetivo de que os seres pudessem compreender a verdade e transcender a inquietação mental. Todas as meditações que ensinou, foram com este objetivo.”

 ESPAÑOL: 

ualquiera que sea el Dharma que aprendas, si no captas la verdad ultima con tu corazón, no llegaras nunca a sentirte satisfecho.
Aunque puedas ver una manzana con los ojos, no puedes conocer su sabor con ellos. Ves la manzana, pero no puedes saborearla con los ojos, pero sabes que tiene un gusto especial. Solo conocerás su sabor cuando la arranques del árbol y te la comas.

Las enseñanzas del Dharma son como esa manzana. Si solo las escuchas, no conocerás nunca su sabor, es al practicar cuando puedes llegar a conocerlo. El sabor de una manzana no puede conocerse a través de los ojos, y la verdad del Dharma tampoco puede conocerse por medio de los oídos. El conocimiento ya se encuentra en nuestro interior, es cierto, pero hemos de actualizarlo. Hemos de ponerlo en práctica. Es entonces cuando surge la Sabiduría y reconocemos la Verdad última directamente, cuando vemos al Buddha ahí. Por eso lo he comparado a una manzana.
El Buddha para ayudar a sus discípulos a comprender el Dharma, enseñó un único camino, pero con distintos métodos y características. Ofreció distintas enseñanzas y presentó el Dharma de varios modos para adaptarse a las distintas clases de personas. Pero enseño con el único objetivo de que los seres pudieran comprender la verdad última y trascendieran el sufrimiento, todas las meditaciones que enseño fueron con este fin.”

Venerável Ajahn Tchah – Mestre da Tradição da Floresta, do Buddhismo Theravada da Tailândia

Fiquem todos em Paz e protegidos!

Vantê SUNANTHÔ BHIKSHÚ

TODO TIPO DE DOAÇÃO é sempre muito bem-vindo e necessário. Qualquer pessoa pode exercitar a prática da virtude da generosidade, doando alimentos, produtos de limpeza e higiene pessoal etc.

Doações financeiras, de qualquer valor, podem ser feitas, também através do sistemaPAYPAL deste Blog, ou depósito bancário:

BANCO BRADESCO

(SÃO FRANCISCO DE PAULA – RS)

AGÊNCIA: 0932 6

CONTA POUPANÇA: 1001036-5

VIA 01

TIPO 00